Notícias sobre Audiovisual

Oficina de Cinema com Prof. André Setaro
A Oficina de Cinema, Elementos de Apreciação Cinematográfica, ministrada por André Setaro, objetiva, através de oito aulas e de oito filmes essenciais, oferecer os elementos para que se possa entender que o cinema tem uma linguagem, uma sintaxe própria. Na plenitude de sua expressão, o cinema certamente se utiliza de elementos de outras artes, porém o filme constitui um todo original e indivisível, que existe independentemente da própria espécie desses elementos.

A oficina tem início na quarta, dia 21 de outubro, e termina a 9 de dezembro. Para a inscrição, enviar um e-mail para setaro@gmail.com ou telefonar para 8806-7572 ou 324-72290. www.setarosblog.blogspot.com

As aulas serão ministradas no bairro do Rio Vermelho (numa molduraria chamada EngenhArte, rua da Paciência, 149, entre o Largo de Santana e a praia da Paciência).

Taxa de inscrição: 250,00 (à vista). Um certificado será conferido ao término do oficina. Toda quarta das 20 às 22 horas.

_________________________________

Festival de Cinema Cidade Filmada
Estão abertas as inscrições para o Festival de Cinema Cidade Filmada, que acontecerá entre os dias 26 e 28 de novembro. O evento vai propor reflexões sobre a relação da arte audiovisual com questões da urbanidade, eixo central do Festival.
O Cidade Filmada será aberto para vídeos inéditos, de qualquer gênero e com duração máxima de l6 minutos. As inscrições vão até o dia 15 de outubro e podem ser realizadas na Faculdade de Comunicação da UFBA ou encaminhadas pelo Correio para o endereço: Rua Barão de Geremoabo, S/N, Ondina. Salvador-Ba, Cep: 40170-260.
Além das mostras competitivas de filmes, o festival contará com oficinas de microcinema, grafite e locação para vídeos, mesas redondas e performances de grupos de arte popular. O objetivo é proporcionar maior interação do público e ilustrar as intervenções urbanas.
O festival promete movimentar o cenário audiovisual baiano. Deixe a sua criatividade falar mais alto e participe. Maiores informações poderão ser obtidas através do endereço eletrônico www.cidadefilmada.hd1.com.br

__________________________________________

Mostra de Cinema de Conquista 2009
Em 2004, começou a ser concretizado um antigo sonho da terra de Glauber Rocha: ser palco de um evento consagrado em que o cinema é a estrela principal. Vitória da Conquista se inseria no circuito nacional de mostras e festivais audiovisuais, com a Mostra Cinema Conquista – Um Olhar para o Novo Cinema. Este ano, o evento chega à sua 5ª edição, de 6 a 11 de outubro, trazendo para o público algumas das mais importantes produções do audiovisual feitas no Brasil e no mundo, além de importantes discussões dos mais variados temas ligados ao cinema e ao audiovisual.
As edições anteriores obtiveram grande sucesso, graças à rica e renovadora produção exibida, aos renomados convidados que o evento já recebeu, como cineastas, atores, produtores, realizadores, pesquisadores e pensadores do cinema brasileiro, além da grande aceitação do público em prestigiar o evento e multiplicar seus olhares e leituras.
Com sessões no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima e em praças públicas da cidade, o evento exibirá 15 longas-metragens (cinco internacionais e dez nacionais), além de 28 curtas-metragens e 12 vídeos baianos, num total de 55 produções audiovisuais.

Já as discussões, este ano giram em torno do tema “Cinema e Audiovisual no Brasil: alternativas de produção e difusão”, num seminário promovido na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), entre os dias 7 e 9 de outubro. Paralela a essa atividade, haverá também a realização de oficinas, curso, lançamentos de livros e exposições. Toda a programação do evento é gratuita e aberta ao público.

O homem da montanha
A Mostra terá como homenageado o cineasta, roteirista, jornalista e escritor baiano Orlando Senna. Um dos mais intensos realizadores do cinema da Bahia, desde a configuração do Cinema Novo, nos anos 60, Orlando sempre lutou pela viabilização do audiovisual brasileiro e pelas políticas de incentivo, passando pela agitação cultural do Tropicalismo e enveredando pelos caminhos do Cinema Marginal.

Entre 2003 e 2007, Orlando se destacou como secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura. Entre as suas iniciativas, estão o chamado à rearticulação do cineclubismo brasileiro e a idealização da Agência Nacional de Cinema e Audiovisual (Ancinav), com o intuito de regulamentar as políticas públicas para o setor audiovisual, além de garantir o acesso do público às produções regionais de cinema e televisão. Depois dessa gestão, foi ainda diretor-geral da TV Brasil.

Como parte da homenagem, serão exibidos, na programação do Centro de Cultura, quatro filmes do cineasta, dois longas e dois curtas-metragens. Durante o seminário, que contará com uma conferência de abertura do próprio Orlando, serão lançados dois livros escritos por ele, além de sua biografia, assinada pelo jornalista Hermes Leal, intitulada “O Homem da Montanha”. Será montada também uma instalação artística sobre o homenageado.

Realização
A Mostra é uma realização da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista (PMVC) e da Uesb, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e do Programa Janela Indiscreta Cine-Vídeo Uesb, com a correalização da Casa da Cultura de Vitória da Conquista. A Mostra Cinema Conquista – Ano 5 tem como patrocinadores o Ministério da Cultura – Secretaria do Audiovisual, por meio do Fundo Nacional da Cultura, e o Governo do Estado da Bahia – secretarias da Fazenda e da Cultura, por meio do Fundo de Cultura da Bahia.

Veja a grade de programação de filmes e a grade de programação das oficinas em www.mostracinemaconquista.com.br

_________________

VALE CURTAS – Festival Nacional de Curtas-Metragens do Vale do São Francisco – Juazeiro/BA – 2009

O VALE CURTAS é organizado pela Associação Cultural Artística e Social Raízes – Ponto de Cultura Cine Raiz, através da coordenação para o audiovisual e com a Produção Executiva a cargo da Alegria Alegria Produções. O Evento visa estimular o desenvolvimento e a produção audiovisual local, promovendo o intercâmbio com a produção nacional através de mostras competitivas e paralelas, além de fomentar o debate e a pesquisa sobre cinema com a participação de cineastas e pesquisadores do audiovisual.

O VALE CURTAS será realizado de 31 de Outubro a 07 de Novembro de
2009, no Centro de Cultura João Gilberto-Juazeiro/BA e em Petrolina/PE.
 
Maiores informações: http://www.valecurtas.com.br/
_____________________________

Festival Online de Vídeos e Curtas

Toda mostra será online e as inscrições vão até o dia 01 de novembro. Os vídeos devem ter entre 1 e 5 minutos de duração. Podem ser inscritos vídeos de qualquer formato, como ficção, documetário, animação, stop motion, etc, de acordo com o tema do festival (abaixo).
O PRÊMIO

O prêmio principal consiste numa produção executiva, em uma empresa especializada na produção de curtas metragem, a Curta o Curta, do Rio de Janeiro. A produção executiva consiste em um ano de custos inscrições, cópias e envios do vídeo para os 10 principais festivais de cine e vídeo do Brasil, assim como todos os custos de passagem e estadia de 3 dias em
cada cidade dos festivais, para ele ou qualquer outro membro de sua equipe acompanhar o desempenho de seu vídeo. Além de super kits Olympikus, é claro!
COMO PARTICIPAR

Acesse o site www.olympikusmov. com.br
Faça o cadastro e assim que seu vídeo estiver finalizado basta realizar o upload através do site.
O shortlist com os 10 vídeos mais vistos e melhor votados serão os finalistas.
O vencedor será escolhido por uma comissão julgadora.
TEMA DOS VÍDEOS

Inspiração e esporte, pensando em esporte como todo tipo de atividade física ou movimento. Da musculação a dança de rua. Do torcedor fanático a corrida.
Assista ao vídeo de divulgação: http://www.youtube.com/watch?v=E5r69atUWgw

__________________________________________________

“Salve Geral”, de Sergio Rezende, é escolhido para disputar indicação ao Oscar | Da Reuters

O filme “Salve Geral”, do diretor Sérgio Rezende, foi escolhido para representar o Brasil na disputa à indicação ao Oscar 2010.

O filme brasileiro vai concorrer com produções de mais de 95 países à indicação final de Melhor Filme Estrangeiro, anunciou nesta sexta-feira o Ministério da Cultura. O longa de Rezende (“Zuzu Angel”, “Lamarca”, “Mauá”), que estreia em 2 de outubro, disputou com nove filmes. Os indicados à 82a edição do Oscar serão anunciados em 2 de fevereiro de 2010 e a entrega dos prêmios ocorrem em março.

“Salve Geral” relembra o dia em que o Primeiro Comando da Capital (PCC), organização criminosa que atua de dentro dos presídios, parou a cidade de São Paulo em maio de 2006. Os episódios deixaram quase 200 mortos, entre funcionários do Estado, como agentes penitenciários e policiais, e supostos participantes nos ataques.

Lúcia (Andréa Beltrão) é uma viúva de classe média que sonha em tirar o filho Rafael (Lee Thalor), de 18 anos, da prisão. Em visitas à penitenciária, Lúcia conhece Ruiva (Denise Weinberg), advogada do líder da organização criminosa (Bruno Perillo) e uma das principais atuações do filme. As duas ficam amigas e Lúcia acaba sendo usada em missões ligadas ao comando.

“Salve Geral”, código dos membros do PCC para a deflagração dos ataques, é antes de tudo um filme de ação, que mantém a tensão do espectador do início ao fim.

Para além das cenas de violência, tiro e perseguição, aponta as péssimas condições humanas dos presídios e dá crédito à suposta proteção que o “partido” (como o PCC é tratado por seus integrantes) oferece aos presos. Mas não deixa de escancarar a corrupção presente em todos os lados da trama –entre os presos, seus familiares e os órgãos de segurança.

A trama lembra a atuação do governo do Estado de São Paulo no episódio, que fretou um avião para levar secretário e cúpula da segurança junto aos líderes do PCC para fechar um acordo que pôs fim aos ataques. Na época, a tática causou constrangimento nas autoridades paulistas.

Claro, não faltam cenas “calientes” em que Andréa Beltrão faz sexo com um dos líderes do comando e em plena penitenciária.

Apesar de retratar os ataques na capital, a maior parte das filmagens ocorreu a 120 quilômetros de São Paulo, em Paulínia, onde a equipe passou sete das onze semanas de filmagem. A cidade tem um polo de cinema que apoiou o filme. As cenas de presídio foram no Frei Caneca, penitenciária desativada do Rio de Janeiro.

A estreia da produção de 9 milhões de reais vai coincidir com o julgamento de Marcos Herbas Camacho, o Marcola, e Júlio Cesar de Moraes, o Julinho Carambola, tidos como líderes do
PCC.

O júri popular começa dia 1o e deve durar dois dias no Fórum da Barra Funda, em São Paulo, quando os dois presos serão julgados como mandantes do assassinato do juiz-corregedor de Presidente Prudente, Antônio José Machado Dias, ocorrido em 2003.

_______________________________________________

CARTA DA BAHIA
 
À ORGANIZAÇÃO E PARCERIAS RESPONSÁVEIS
PARA A REALIZAÇÃO DAS
JORNADAS INTERNACIONAIS DE CINEMA DA BAHIA
 
Nós cineclubistas e cineastas independentes, reunidos ao dia 17 de setembro de 2009, vimos através desta Carta apresentar as demandas e propostas, bem como informar ao Cinema brasileiro e a todos os que da 36a. Jornada participaram, a criação da Federação de Cineclubes da Bahia e Sergipe, resgatando e ampliando a antiga Federação Baiana de Cineclubes, que teve um histórico de ações  marcadamente  com as comunidades periféricas. Registramos que foi o Clube de Cinema da Bahia, através de Guido Araújo e Luiz Orlando, a origem do incentivo para promoção de atividades cineclubista nas periferias. 

Foi reforçado por todos os presentes à reunião o distanciamento do público às programações da Jornada mesmo tendo, este mesmo público, carência total de exibições em suas comunidades, e tendo os realizadores dos filmes, indiscutível vontade de os verem assistidos por imensa maioria de pessoas.
Este distanciamento reflete todo o caótico estado de carência de políticas públicas que dêem acesso de informação audiovisual às comunidades.

Sendo assim, a Comissão Pró-Federação, o Conselho Nacional de Cineclubes, os cineastas e demais cineclubistas presentes propõem à organização da Jornada e aos poderes públicos:

1-     Estender a Jornada de Cinema da Bahia às comunidades periféricas e rurais da Bahia, com programações de exibição de filmes e debates, com participação realizadores dos filmes. Para a viabilização desta proposta, seja construída coletivamente a estrutura mínima no início do ano, de forma que o Estado a viabilize de acordo com a realidade de cada comunidade;
2-     Disponibilizar os conteúdos de todas as Jornadas de Cinema da Bahia já realizadas para o cineclubismo brasileiro, tendo o Poder Público a obrigação de viabilizar esta reivindicação;
3-     Disponibilizar para a Federação de Cineclubes de Bahia e Sergipe um espaço físico adequado para abrigar suas atividades;
4-     Implementar, em parceria com a Federação, um programa efetivo de formação e aperfeiçoamento voltado para o audiovisual, dentro das necessidades sinalizadas pelas comunidades;
5-     Viabilizar a recuperação do Cine Pax, com o objetivo de abrigar e fazer funcionar um cinema popular, com características cineclubistas, o Museu Memorial Roque Araújo e outras atividades no campo do audiovisual;
6-     Incluir os filmes cineclubistas na programação oficial da Jornada, uma vez que, com a tecnologia digital, 80% dos cineclubes produzem suas obras audiovisuais.

Lembramos que estas propostas são vitais para o engrandecimento da Jornada, uma vez que esta sempre contribuiu muito com o movimento cineclubista brasileiro e demais setores do audiovisual e foi berço de criação de importantes entidades nacionais de represe cinema onde foram criadas as entidades nacionais de pre cineclubista brasileiro e outros movimentos sociais do audiovisual e entação como a ABD, o CNC, dentre outras.
A Jornada, em sua história, sempre contou com grande participação de público, com um marco no funcionamento de Júri Popular. As propostas, manifestas nesta carta, foram entendidas como indispensáveis para contribuir com a sua vocação popular.
Os signatários desta carta agradecem aos realizadores desta 36ª Jornada Internacional de Cinema da Bahia e em especial ao Clube de Cinema, primeiro cineclube baiano.
Salvador, 17 de setembro de 2009.

__________________________________________________

É TUDO VERDADE 2010
ABRE INSCRIÇÕES NACIONAIS |
Inscrições: 1º de setembro a  11 de dezembro

15 ºFestival: 8 a 18 de abril de 2010

Até 11 de dezembro próximo estão abertas as inscrições para
documentários brasileiros visando participar do É Tudo Verdade 2010–
15º Festival Internacional de Documentários. O mais importante evento
dedicado à produção não-ficcional na América do Sul será realizado
entre 8 e 18 de abril simultaneamente no Rio de Janeiro e São Paulo. O
circuito de itinerâncias será posteriormente divulgado.

É exigido ineditismo absoluto no país para os longas e
médias-metragens documentais candidatos a disputar a mostra
competitiva nacional, que atribuirá o Prêmio CPFL/É Tudo Verdade no
valor de R$ 100.000 – a maior premiação para documentários
brasileiros, independentemente de compromissos com distribuição em
salas ou veiculação televisiva.

Não há exigência de ineditismo para a competição de curtas-metragens
brasileiros, mas a seleção dará preferência a produções inéditas. O
mesmo critério vale para a seleção para as mostras informativas do
festival (O Estado das Coisas, Foco Latino-Americano) O regulamento e
a ficha de inscrição podem ser encontrados no site
www.etudoverdade.com.br <http://www.etudoverdade.com.br/> .

Fundado e dirigido pelo crítico de cinema Amir Labaki, o É Tudo
Verdade – Festival Internacional de Documentários é uma co-realização
da Petrobras, CPFL Energia, Centro Cultural Banco do Brasil, Oi
Futuro, Sesc-SP, Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo,
Riofilme, Secretaria  de Estado da Cultura do Rio de Janeiro e
Cinemark, com apoio do Ministério da Cultura por meio da Lei Federal
de Incentivo à Cultura (8.313/91).

Concomitantemente ao festival, o É Tudo Verdade co-realiza com o
Cinusp –  Paulo Emílio a Conferência Internacional do Documentário, um
dos principais simpósios mundiais dedicados à reflexão acadêmica e
crítica sobre o gênero.
Para além do período de atividades do festival, o É Tudo Verdade
mantém intensa atividade em prol da cultura do documentário no Brasil.
A partir de 2010, o festival organizará projeções mensais de
documentários inéditos e clássicos em São Paulo e no Rio de Janeiro,
numa evolução do modelo lançado neste ano com o É Tudo Verdade/Mostras
Especiais. “O Lado B foi um sucesso mas o novo modelo atende melhor
nossa preocupação com uma presença maior do documentário e do É Tudo
Verdade no cotidiano do público”, afirma Amir Labaki.

Desde 2002,  Labaki escreve a coluna semanal É Tudo Verdade  sobre
cinema e documentários, no caderno Eu & Cultura do diário de economia
e finanças, Valor Econômico.  Desde novembro de 2004, o festival
apresenta semanalmente no Canal Brasil um programa dedicado a
documentários nacionais. Por meio da Agência Doc, o site do festival
(www.etudoverdade.com.br <http://www.etudoverdade.com.br/> ) divulga
notícias regulares sobre a produção e difusão de documentários no
Brasil e no mundo. O festival pode ser ainda seguido em
www.twitter.com/etudoverdade <http://www.twitter.com/etudoverdade> .

É TUDO VERDADE 2010
15º FESTIVAL INTERNACIONAL DE DOCUMENTÁRIOS

Direção geral: Amir Labaki

Contato:
Rua Mourato Coelho, 325 – cj. 06
05417-010  São Paulo, SP
Fone: (011) 3064 7485
Fax: (011) 3064 7617
e-mail: info@etudoverdade.com.br <mailto:info@etudoverdade.com.br>
www.etudoverdade.com.br <http://www.etudoverdade.com.br/>

__________________________________________________

Edital Nós na Tela | Inscrições abertas até 3 de novembro
O Programa Nós na Tela é  um concurso de apoio à produção de obras
audiovisuais de curta metragem, voltado a  jovens das classes C, D
e E, entre 17 e 29 anos, envolvidos em projetos sociais. Para participar é simples. Basta ter entre 17 e 29 anos, ter tido ou ainda ter envolvimento com projetos sociais e ter cursado ou ainda estar cursando um curso de formação audiovisual ligado ao projeto. O conteúdo dos curtas metragens pode ser em forma de documentário ou telerreportagem e o tema – “Cultura e Transformação Social” – permite que os jovens possam mostrar as várias expressões de sua realidade. As inscrições ocorrem no período de 16 de setembro a 03 de novembro. O MinC vai investir um total de R$ 600 mil para premiar 20 projetos selecionados. Portanto, cada diretor e/ou roteirista que tiver seu projeto aprovado poderá contar com um orçamento de até R$ 30 mil. Originalidade, criatividade artística e adequação ao tema “Cultura e Transformação Social” serão alguns dos critérios que vão definir a escolha dos projetos. A Comissão de Seleção, composta por cinco especialistas na atividade audiovisual, será designada pela SAv, SAI e ABCCom. A partir do dia 14 de dezembro de 2009, será divulgada a lista dos 20 projetos selecionados e dos 10 suplentes. Para fortalecer a política de descentralização regional, serão contemplados na lista inicial de aprovados, no mínimo, dois projetos de, pelo menos, quatro macrorregiões do país. Acesse aqui o Edital Nós na Tela.

______________________________________________________

III Edição do Cinema Mundo abre inscrições em Itu

2009. Ano da França no Brasil. Uma série de manifestações culturais dão início ao que se espera ser a janela de reciprocidade entre os dois países, além de promover eventos que possam enriquecer o conhecimento cultural de nós brasileiros. O Cinema Mundo, por meio de parcerias, traz para Itu um panorama completo do Cinema Francês, desde os mais belos clássicos até o cenário contemporâneo. Retrospectivas, Panoramas, Conceitos e filmes populares, devem trazer momentos de puro glamour. Mas não só de cinema vive a França. Portanto o projeto consiste também no estabelecimento de parcerias que possam completar a semana francesa, oferecendo eventos de gastronomia, e demais manifestações artísticas, como música, dança, apresentações de circo, entre outras. O evento faz parte da terceira edição do Festival Internacional de Cinema de Itu, que ocorrerá entre os dias 26 e 29 de novembro. Todas as atividades serão interligadas, para que a população de Itu e região possam absorver toda a elegância e particularidade da cultura francesa, e ao mesmo tempo o festival dará continuidade aos seus programas, como a mostra competitiva franco-brasileira de curtas-metragens, exibição de longas, palestras, debates e oficinas. O festival ainda vai homenagear os 400 anos de Itu, que acontecerá em 2010. Confira o regulamento para se inscrever e participar da mostra de curtas! Faça o download da ficha de inscrição, clicando aqui! Mais informações no site www.cinemamundo.com.

2 Respostas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: