Mostra Possíveis Sexualidades na programação de setembro do CPCV trará reflexões sobre diversidade sexual

A programação de setembro do CPCV comemora a diversidade sexual. Através de uma parceria com a Mostra Possíveis Sexualidades, que aconteceu em sua 3º edição em junho/10, serão exibidos onze filmes, entre longas e  curtas, brasileiros e espanhóis.

Confira as sinopses:

Programa de Curtas Nacionais

Duração: 1h00min

SHIRO

De Matheus Rocha. Brasil, 2003. Dur: 5min. Classif: 16 anos. Elenco: Ignacio Ceruti, Ivan Morales Jr. Sinopse: Andrei tem uma revelação ao se encontrar com um pinheiro. Olga, Mascha e Irina guardam cada uma, um segredo mortal que nenhum ser humano pode descobrir.

OVO MEXIDO

De Matheus Rocha. Brasil, 2004. Dur: 5min. Elenco: Eduardo Gomes, Marco Dutra, Caetano Gotardo. Sinopse: Jovem faxineiro é capturado por uma fotografia.

DEPOIS DE TUDO

De Rafael Saar. Brasil, 2008. Dur: 12min. Elenco: Ney Matogrosso, Nildo Parente. Sinopse: Depois da despedida, a espera. Depois da espera, a volta. Depois de tudo, o que mais querem é estar juntos e um dia basta para esperarem pelo próximo.

A CARTA

De Rafael Saar. Brasil, 2007. Dur: 15min. Elenco: Rômulo Zanotto, Rodrygo Andrade, Djalma Thurler, Camila Diehl. Sinopse: Uma carta de amor e uma possibilidade interrompida.

CUCETA – A Cultura Queer de Solange Tô Aberta
De Cláudio Manoel. Brasil, 2010. Duração: 13min. Depoimentos de Paulo Belzebitchy e Pedro Costa. Sinopse: Esse webdocumentário enfoca as idéias e filosofia queer do duo artístico-musical Solange tô Aberta, intercalando entrevistas com trechos do show e imagens dos bastidores. Uma celebração anárquica da liberdade do corpo carregada de sarcasmo, ironia e cultura gay.

NECESSIDADE

De Igor Souto. Brasil, 2008. Dur: 5min. Elenco: Gésner Braga. Sinopse: O caminho doloroso e angustiante de se transformar em alguém para, enfim, satisfazer suas necessidades, gostos e prazeres.

Programa de Curtas Espanhóis

Duração: 1h10min

EL MUEBLE DE LAS FOTOS

De Giovanni Maccelli. Espanha, 2008. Dur: 2 min. Elenco: Fernando Nunez, Juan Beiro. Sinopse: Um casal gay arquiteta um plano para conseguir um espaço no móvel, que reúne as fotos dos integrantes da família.

YA SÓLO MIRO

De Gorka Cornejo. Espanha, 2008. Dur: 19 min. Elenco: Joan Crosas, Susi Sanchez, Iker Lastra. Sinopse: Julia e Edward formam, aparentemente, um casal convencional. No entanto, por trás das aparências, há uma verdade inimaginável e, por trás do afeto mútuo, a solidão de duas pessoas que não se conhecem.

PULSIONES

De Jose Manuel Carrasco. Espanha, 2009. Dur: 12 min. Elenco: Marko Mihailovic, Nacho Casalvaque. Sinopse: Carlos tem uma questão e, um mês antes de seu casamento, contrata um gigolô para satisfazer seus impulsos sexuais.

LALA

De Esteban Crespo. Espanha, 2009. Dur: 20 min. Elenco: Esther Ortega, Gustavo Salmerón, Marta Belenguer. Sinopse: Jesus volta para casa como uma surpresa para sua família, mas é ele que acaba sendo surpreendido.

!VAYA PAQUETE!

De Carlos Grau. Espanha, 2007. Duração: 9 min. Elenco: Miguel Hermoso, Cecilia Gessa. Sinopse: Paco e Tatiana encontram-se nos arredores de Toledo e transam ao ar livre. Uma vez terminado o ato, acendem um cigarro.

Programação de longas

BOMBADEIRA, 1h15min

De Luis Carlos de Alencar. Brasil, 2007. Duração: 75 min. Sinopse: Bombadeira é um documentário de 75 min que mergulha no universo dos travestis e desvenda uma realidade pouco conhecida, longe da glamourização e dos estereótipos: “a dor da beleza” é revelada através da figura da bombadeira, profissional conhecida no meio por mudar as formas de suas “pacientes” através de implantes clandestinos de silicone industrial – por vezes, o único ou o mais acessível modo de se conseguir o corpo idealizado. E as ravestis, quem são? Como vivem? O que desejam? Em Bombadeira, relatos delas mesmas mostram o cotidiano das travestis, as relações familiares e conjugais, os afazeres domésticos, a discriminação e a forte religiosidade que as acompanha por toda a vida, seus anseios e sonhos em busca do tão desejado corpo feminino.

MEU AMIGO CLAUDIA

De Dácio Pinheiro. Brasil, 2009. Dur: 1:30. Classif: 16 anos. Elenco: Cláudia Wonder, Caio Fernando Abreu, Leão Lobo, Sérgio Mamberti, José Celso Martinez Corrêa, Kid Vinil. Sinopse: O filme acompanha a trajetória da transexual Cláudia Wonder e sua carreira como artista e militante na cidade de São Paulo. É lembrada desde sua origem familiar – além da tensão causada, nesse âmbito, por sua sexualidade – até sua atuação no movimento artístico underground, buscando abrir novas oportunidades para transexuais no país.

20 CENTíMETROS (20 Centímetros)

De Ramón Salazar. Espanha, 2005. Dur: 2:00. Classif: 18 anos. Elenco: Monica Cervera, Pablo Puyol. Sinopse: Marieta é uma transexual que gostaria de se ver livre dos 20 centímetros que a separam de ser a mulher com que sonha, quando sucumbe às crises de narcolepsia. Nos seus sonhos coloridos, ela é a atração principal de surpreendentes e suntuosos números musicais. Qual é o tamanho da felicidade?

ANDER

De: Roberto Caston. Espanha, 2009. Dur: 2:05. Classif: 16 anos. Elenco: Josean Bengoetxea, Cristhian Esquivelz. Sinopse: Ander, em seus quarenta anos, vive sua rotina de operador em uma fábrica de bicicletas e trabalho agrícola. Um dia tem um acidente e quebra a perna, de modo que a família, apesar da relutância da mãe, decide contratar um imigrante, José, para ajudar Ander. A chegada de José modifica a rotina da casa e a vida de Ander. Começam a surgir sentimentos que ele não sabia que tinha.

em breve divulgaremos a programação com dia, hora e local de exibição.

Anúncios

O CIRCUITO POPULAR DE CINEMA E VÍDEO RECEBE O ANIMAÍ

  
  Animaí! 2010 – 4ª edição apresenta panorama da produção contemporânea em animação

Durante uma semana, a partir de domingo, 8 de agosto, e até o sábado seguinte, dia 14, a Bahia recebe a extensa programação de mostras, seminários, curso, oficinas e exposição do Animaí! 2010 – IV Encontro Baiano de Animação. Criado em 2007, este é o mais importante evento dedicado à linguagem da animação do estado e apresenta um panorama da produção contemporânea do genêro, sendo uma realização da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), através do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (IRDEB) e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), com patrocínio do Programa BNB de Cultura – parceria BNDES 2010. O Animaí! 2010 se instala em espaços de Salvador e RMS, com entrada franca (nas Salas Walter da Silveira e Alexandre Robatto, foyer da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, Galeria Xisto Bahia, Espaço Cultural Alagados, Cine-Teatro Solar Boa Vista, Casa da Música, Centro Cultural Plataforma e Cine-Teatro Lauro de Freitas) ou a preços populares (no Espaço Unibanco de Cinema Glauber Rocha, com ingressos a R$ 2 e R$ 1), além de circular em centros de cultura administrados pela FUNCEB em 10 cidades do interior baiano, totalmente gratuito.

SERVIÇO
Animaí! 2010 – IV Encontro Baiano de Animação 
www.dimas.ba.gov.br/animai.htm

Quando: 8 a 14 de agosto de 2010 (domingo a sábado)
Local: Círcuito Popular de Cinema e Vídeo  Espaços Culturais da Funceb

Ingresso: Gratuito

Programação:

 

Patrocínio: Programa BNB de Cultura – Parceria BNDES
Realização: IRDEB – DIMAS/FUNCEB – SECULT
Promoção: Rádio Educadora/ TVE

Em cartaz – de 1° a 15 de Julho

GRAFITTI (Lilian Solá Santiago/Ficção-Documentário/Brasil/2008/10 min/Livre)
São Paulo é a cidade mais grafitada do mundo e  “Graffiti” acompanha o rolê solitário de Alê numa das semanas mais sinistras que essa cidade já viveu – dos ataques do PCC, e a violenta revanche da polícia em 2006. O que o move a enfrentar as ruas nessa noite? Ganhador do Prêmio Estímulo ao Curta-Metragem.

Dia 07 (qua) – 20h, no Centro de Cultura Olívia Barradas|Valença

Dia 05 (seg) – 15h e 19h e dia 13 (ter) – 19h, na Casa de Cultura de Mutuípe

 

BOI ARUÁ (Chico Liberato/Animação/60’/1983/livre)

Primeiro longa em animação feito na Bahia conta a história de um fazendeiro cujo poder é desafiado pela fantástica aparição do Boi Aruá, até o derradeiro confronto quando se despoja das máscaras e celebra a vitória sobre si mesmo.

 Dia 7 (qua) – 19h no Centro de Cultura de Alagoinhas

  

VERMELHO IMAGINÁRIO (Mateus Damasceno/Documantário/52’/2009/livre)

O documentário revisita o universo mitológico do sebastianismo desvendando a fantasia e a resistência de um folguedo popular em vias de desaparecimento. O documentário conduz o olhar, através das lembranças da Festa de São Sebastião e da Luta entre Mouros e Cristãos de antigos pescadores da comunidade dos Aymorés, no extremo sul da Bahia. O mestre popular, reator da harmonia entre fé e imaginação, projeta sua própria vida na brincadeira numa linha tênue entre a vida e a morte, transmitindo devoção e respeito às tradições ancestrais.
Romildo, o mestre embaixador Mouro

Dia 06 (ter) – 10h e 16h no Centro de Cultura de Alagoinhas

 
 

8X8 (Nina Neves, Edinaldo Júnior e Luigi Piccolo/ Ficção/Brasil/10min/Livre)     

 Pedro é o típico escritor que mal sabe lavar suas próprias cuecas. De perto, Pedro é o mesmo escritor, mas tem a sua normalidade invadida por uma estranha mania. Até quando conhece Anita (Lis Schwanbacher), e passará a viver o drama de guardar seu grande segredo ou dividi-lo com a sua mais nova companheira. Vencedor do prêmio de melhor ficção no Festival Integrado de Cinema Universitário 2006.

Dia 07 (qua) – 19h, na Casa de Cultura de Mutuípe

Dia 07 (qua) – 20h, no Centro de Cultura Olívia Barradas|Valença

 

FAMÍLIA ALCÂNTARA (Lílian Solá Santiago/ Documentário/ Brasil/ 2005/56 min/Livre)

Família Alcântara é um encontro íntimo com uma família extensa, cujas origens remetem-se à bacia do Rio Congo, no continente africano. Através de gerações, seguem preservando sua história, mantida por séculos de tradição oral, práticas e costumes tradicionais oriundos da África. O filme demonstra como fragmentos de memória podem proporcionar conexões históricas e espirituais, tornando-se uma fonte de resistência cultural e identidade para a população afro-descendente.

Dias 12 (seg) e 13 (ter) – 19h na Casa de Cultura de Mutuípe

Dia 14 (qua) – 19h no Centro de Cultura de Alagoinhas

Dia 15 (qua) -20h na Casa de Cultura Olívia Barradas|Valença

SUITE BAHIA, REENCONTRO COM AGNALDO SIRI (Roman Stulbach/Documantário/ 73’/2008/livre)                        

 O filme percorre e recupera a obra e a personalidade de Agnaldo Siri Azevedo, marcados por uma sempre intensa paixão pela arte e pela vida. A  característica principal de Agnaldo é a liberdade com que realizava seu cinema múltiplo, plural, diversificado. Em um clima descontraído informal, o filme busca um retrato próximo e caloroso do cineasta baiano.

 Dia 13 (ter) – 10h e 16h no Centro de Cultura de Alagoinhas

O Circuito Popular homenageou o Cinema Baiano em Junho

Com uma programação composta por curtas e longas de realizadores bainaos, o Circuito Popular de Cinema e Vídeo homanegeou no mês de Junho os 100 anos de cinema na Bahia.

Os filmes exibido nos espaços foram:

NINGUÉM, O HERÓI DO POVO (ANIMAÇÃO): (Augusto Mattos/5′ /1997).
Em meios aos contrastes sociais de Salvador surge um herói diferente que vem para baixar a madeira democraticamente em peixes grandes e pequenos, o herói da selva de pedra, o espírito que desanda, aquele que não toma sopa de letra pra não comer H, aquele que vem anunciado pelo som do berimbau, incorporado pelo ancestral guerreiro e que cai pra dentro.

VERMELHO IMAGINÁRIO (DOCUMENTÁRIO): (Mateus Damasceno/ 52’/ 2009/ livre).
O documentário revisita o universo mitológico do sebastianismo desvendando a fantasia e a resistência de um folguedo popular em vias de desaparecimento. O documentário conduz o olhar, através das lembranças da Festa de São Sebastião e da Luta entre Mouros e Cristãos de antigos pescadores da comunidade dos Aymorés, no extremo sul da Bahia. O mestre popular, reator da harmonia entre fé e imaginação, projeta sua própria vida na brincadeira numa linha tênue entre a vida e a morte, transmitindo devoção e respeito às tradições ancestrais.

A BRUXINHA LILI (ANIMAÇÃO): (Leonardo Copello/ 5’/ 2008/ livre).
Curta metragem infantil ilustrado em aquarela e animado em computador. Participação Especial de Durval Lelys da banda Asa de Águia.

O PRISIONEIRO DA TORRE (ANIMAÇÃO):: (José Vieira / 12’/ 2008/ livre).
Primeiro curta de animação baiano em película, que utiliza a técnica de animação 3D.

10 CENTAVOS: (César Fernando / 19’/ 2007/ livre).
O filme narra o dia de trabalho de um garoto como guardador de carros em Salvador. Um garoto pobre, que se vira pelas ruas do Carmo olhando e lavando carros. Entre as angústias do jovem, uma em especial: não se tornar um caloteiro e pagar duas dívidas de 10 centavos honestamente. O menino não sossegará enquanto não sanar o débito, que se torna moral justamente pela ninharia que representa.

BOI ARUÁ (ANIMAÇÃO) (Chico Liberato /60’ / 1983/ livre).
Primeiro longa em animação feito na Bahia, “história de um fazendeiro cujo poder é desafiado pela fantástica aparição do Boi Aruá, até o derradeiro confronto quando se despoja das máscaras e celebra a vitória sobre si mesmo.”

REDENÇÃO: (Roberto Pires/ 60’/ 1934/ livre).
Primeiro longa-metragem produzido na Bahia. As cenas de “Redenção” mostram uma Salvador do final da década de 50, ainda não totalmente urbanizada, e com cenários já transformados pelo tempo. Além da importância para o cinema baiano, o primeiro longa-metragem de Roberto Pires tornou-se um documento de valor histórizco para a Bahia.

SUITE BAHIA, REENCONTRO COM AGNALDO SIRI (DOCUMENTÁRIO): (Roman Stulbach / 73’/ 2008/ livre).
O filme percorre e recupera a obra e a personalidade de Agnaldo Siri Azevedo, marcados por uma sempre intensa paixão pela arte e pela vida. A característica principal de Agnaldo é a liberdade com que realizava seu cinema múltiplo, plural, diversificado. Em um clima descontraído informal, o filme busca um retrato próximo e caloroso do cineasta baiano.

Programação do CPCV estre os dias 11 e 24 de Junho

CINEMA E VÍDEO

A Hora da Estrela | Sala Walter da Silveira | 16/06, quarta, 16h30 | 3116 8100 | Grátis | Suzana Aamaral
Cascalho | Sala Walter da Silveira | 12/06, sábado, 16h30 e 19h | Grátis | 3116 8100 | Tuna Espinheira

Circuito Popular de Cinema e Vídeo

Boi Aruá | Teatro Dona Canô | Santo Aamaro | 17/06, quinta, 10h e 15h | 73 3241-1298 | Grátis | Chico Liberato
A Bruxinha Lili | Ninguém, O Herói do Povo | O Prisioneiro da Torre | 10 Centavos | Centro Cultural Plataforma | 15/06, terça, 15h | 3117-8106 | Grátis | Leonardo Copello | Augusto Mattos | José Vieira | César Fernando
Redenção | Centro Cultural Plataforma | 15/06, terça, 19h | Grátis | 3117-8106 | Roberto Pires

CINEMA E VÍDEO

Khamsa, Juventude Perdida

Sala Walter da Silveira | 28/05 a 03/06 (exceto 02/06), sexta a quinta | 4 e 2/segunda a quarta | 6 e 3/quinta a domingo | t 3116 8100 | Karim Dridi

Batalha no Céu

Sala Walter da Silveira | 04/06 a 10/06 (exceto 09/06), sexta a quinta | 4 e 2/segunda a quarta | 6 e 3/quinta a domingo | 3116 8100 | Carlos Reygadas

CIRCUITO POPULAR DE CINEMA E VÍDEO

Ninguém, O Herói do Povo

Casa de Cultura de Mutuípe | 01/06 e 08/06, terça, 19h | Grátis | 75 3635-1457 | Augusto Mattos

Vermelho Imaginário

Casa de Cultura de Mutuípe | 07/06, segunda, 19h | Grátis | 75 3635-1457 | Mateus Damasceno

A Bruxinha Lili

Casa de Cultura de Mutuípe | 08/06, terça, 19h | Grátis | 75 3635-1457 | Leonardo Copello

O Prisioneiro da Torre

Casa de Cultura de Mutuípe | 09/06, quarta, 19h | Grátis | 75 3635-1457 | José Vieira

A Bruxinha Lili | Ninguém, O Herói do Povo | O Prisioneiro da Torre | 10 Centavos

Cine Teatro Solar Boa Vista | 01/06, terça , 16h | Grátis | 3116-2000 | Leonardo Copello | Augusto Mattos | José Vieira | César Fernando

Ninguém, O Herói do Povo | Vermelho Imaginário

Cine Teatro Solar Boa Vista | 01/06, terça , 19h | Grátis | 3116-2000 | Augusto Mattos | Mateus Damasceno

Boi Aruá

Cine Teatro Solar Boa Vista | 08/06, terça, 16h | Grátis | 3116-2000 | Chico Liberato

Ninguém, O Herói do Povo | Vermelho Imaginário

Centro Cultural Plataforma | 08/06, terça, 15h | Grátis | 3117 8106 | Augusto Mattos | Mateus Damasceno

A Bruxinha Lili | Ninguém, O Herói do Povo | O Prisioneiro da Torre | 10 Centavos

Centro Cultural Plataforma | 08/06, terça , 19h | Grátis | 3117 8106 | Leonardo Copello | Augusto Mattos | José Vieira | César Fernando

A Bruxinha Lili | Ninguém, O Herói do Povo | O Prisioneiro da Torre | 10 Centavos | Boi Aruá

Centro de Cultura de Alagoinhas | 08/06, terça, 10h e 16h | Grátis | 75 3421-5608 | Leonardo Copello | Augusto Mattos | José Vieira | César Fernando | Chico Liberato

Ninguém, O Herói do Povo | Vermelho Imaginário

Centro de Cultura de Alagoinhas | 09/06, quarta, 19h | Grátis | 75 3421-5608 | Augusto Mattos | Mateus Damasceno

A Bruxinha Lili | Ninguém, O Herói do Povo | O Prisioneiro da Torre | 10 Centavos

Espaço Cultural Alagados | 01/06 e 03/06, terça e quinta, 10h | Grátis | 3117-6517 | Leonardo Copello | Augusto Mattos | José Vieira | César Fernando | Chico Liberato

Boi Aruá

Espaço Cultural Alagados | 02/06 e 04/06, quarta e sexta, 10h | Grátis | 3117-6517 | Chico Liberato

A Bruxinha Lili | Ninguém, O Herói do Povo | O Prisioneiro da Torre | 10 Centavos | Boi Aruá

Espaço Cultural Alagados | 05/06, sábado, 17h | Grátis | 3117-6517 | Leonardo Copello | Augusto Mattos | José Vieira | César Fernando | Chico Liberato

Ninguém, O Herói do Povo | Vermelho Imaginário

Espaço Cultural Algados | 05/06, sábado, 18h30 | Grátis | 3117-6517 | Augusto Mattos | Mateus Damasceno

A Bruxinha Lili | Ninguém, O Herói do Povo | O Prisioneiro da Torre | 10 Centavos | Boi Aruá

Espaço Cultural Alagados | 06/06, sábado, 17h | Grátis | 3117-6517 | Leonardo Copello | Augusto Mattos | José Vieira | César Fernando | Chico Liberato

Suíte Bahia, Reencontro com Agnaldo Siri

Espaço Cultural Alagados | 06/06, sábado, 18h30 | Grátis | 3117-6517 | Roman Stulbach

Curiosidades Do Cinema Mundial

O ator que mais papéis interpretou num mesmo filme…
Não, não é Eddy Murphy, foi o britânico Rolf Leslie, que encarnou 27 personagens diferentes em “Sixty years of a Queen” – o filme que conta a vida da Rainha Vitória, da Inglaterra.

Gorilas jogadores?
Na primeira película de Tarzan os gorilas eram na realidade uma equipe de futebol americano disfarçado para a ocasião, o Santa Mônica Football Clube.

Bruce Lee foi o único ator com clones:
A estrela das artes marciais conseguiu protagonizar quatro películas depois de sua prematura morte. Para exprimir a lenda ao máximo, as duas grandes produtoras de Hong Kong rodaram várias dezenas de películas protagonizadas pelos clones do ator aos que batizaram com nomes como Bruce Le, Bruce Li, Bruce Liu… alguns lembravam o famoso lutador, mas outros não pareciam nem um pouquinho, tinha um que nem era chinês, inclusive era loiro.

Fonte: http://www.mdig.com.br – blog metamorfose digital